Início > Cinema > Cinemania > Green Book, Oscar mais do que merecido

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

Green Book, Oscar mais do que merecido

Assistimos o filme Green Book trazemos a vocês uma crítica sobre o obra, o contexto histórico e mais alguns detalhes, então, pegue a pipoca e se divirta!

Por Valter Silva - Garoa News
20/08/2019 22:00  

Green Book foi lançado em janeiro deste ano e traz aos espectadores uma história incrível sobre um pianista negro de grande renome mundial, mas que vive solitário. E um motorista/guarda costas ítalo-americano que se mostra racista e muito cheio de si que procura emprego e acaba servindo ao Dr. Don Shirley durante uma turnê pelo sul da America do Norte. Detalhe importante tudo isso ocorre em 1962, período que os negros eram duramente segregados em seu país, a ponto de existir a necessidade de usar um livro com indicações de onde ir, como se portar e principalmente, onde era possível se hospedar, comer e viver de forma “natural” sem correr riscos de ser atacado ou coisa pior.

Foto Ilustrativa Oficial do Filme

O filme é baseado em uma história real, dirigido por Peter Farrely, que também auxiliou no roteiro junto de Brian Hayes Currie e Nick Vallelonga. Como comentei conta a história do musico que precisa de um motorista “faz tudo”, que alem de garantir a segurança do mesmo poderia resolver outros problemas, como por exemplo, garantir uma garrafa de bebida todas as noites em seu quarto, ou então, que um piano específico esteja todas suas apresentações para garantir uma melhor qualidade da apresentação. Shirley entrevista Tony Vallelonga após diversas indicações de ser o homem certo para o serviço. Ambos acabam discutindo muito durante toda a viagem, mas acabam criando um vinculo no decorrer da turnê.

A obra traz diversas situações que mexem com o brio do espectador. Mostrando a realidade daquela época, com tanta diferença entre as etnias. Os negros ainda eram tratados com muito ódio naquele período e para poder auxiliar Tony no decorrer da turnê de dois meses o estúdio entrega ao motorista um exemplar do Green Book. É o que podemos chamar de um guia para viajantes negros, para que conseguissem encontrar locais seguros durante a viagem para o Sul do país. A parte engraçada do filme é que motorista e musico são completamente diferentes. Tony é um bocado irreverente e debochado, enquanto Don Shirley é uma pessoa muito reservada.

Foto Arquivo Digital - Exemplares distribuídos na época

Durante toda a viagem Don Shirley sofre inúmeros ataques, alguns sutis outros muito intensos e Tony faz o máximo para salvar a pele do musico e dar continuidade a viagem, pois a única obrigação do motorista era fazer com que o pianista ficasse longe de encrenca e que fizesse todos os shows. Mas até mesmo o racista ítalo-americano começa a notar como é complicado para o afro-americano viver aquelas situações e passa a se solidarizar com o mesmo. Fazer com que o mesmo se sinta querido e compreendido, mesmo sem poder fazer muito por seu chefe. Em contrapartida Don Shirley auxilia seu motorista em sua rotina durante a viagem, escrever cartas para sua esposa, e ensina o debochado ítalo-americano a ser mais sutil com as palavras.

Green Book é uma obra incrível! Digna dos prêmios conquistados e não foram poucos, os prêmios: Oscar de melhor filme; Melhor ator coadjuvante (Mahershala Ali); Melhor roteiro original; Outros três Globos de Ouro nas

mesmas categorias. Uma obra importante para a sétima arte, pois faz com que se coloque a mão na consciência e perceba que a necessidade de evolução é diária. Ainda hoje temos muitos problemas com o racismo em todo canto no mundo e precisamos evoluir. Em 1962 era muito pior, mas ainda precisamos melhorar! Assista Green Book e conte nos o que achou! Será um prazer ouvir sua opinião.

Jornalista formado pela Universidade Nove de Julho. Apaixonado por comida, filmes, esportes e fotografia. Exímio jogador de Fifa e jogos de corrida de modo geral, além de um leitor ávido. Dedicado ao cuidado com o corpo, esportes e adrenalina e o mais político que uma pessoa pode ser. Seja bem vindo e sinta se à vontade.

 

“Encare o Grande Show que é mundo e seja maior que a Vida.”

Valter Silva

    Gostou da leitura? Volte sempre que desejar, não esqueça de nos seguir nas redes sociais  

© 2017 por "Garoa News". Orgulhosamente criado com Wix.com